BlogMarte entra em Áries

https://euniceferrari.com.br/wp-content/uploads/2017/11/post_03-1280x800.jpg

Em 28 de Junho teremos Marte ingressando em Áries depois de uma temporada em Peixes. Marte estará em seu lugar, no signo que o rege, portanto, o deus da guerra, que rege as ações, a assertividade e a agressividade virá com força para finalizar ciclos e começar outros novos, já que, estando em seu “marco zero” iniciará novamente sua caminhada por todo o círculo zodiacal. Foi nos primeiros minutos do dia 01 de Janeiro de 2019, que ele começou o ciclo que agora se fecha.

Dessa vez, temos um fenômeno raro nessa temporada, Marte ficará em Áries mais tempo do que o normal, que é de 60 dias para ele.

Essa posição indica a intensificação da competição, mas nos traz também garra e força para lutarmos pelos nossos desejos, haverá a tendência à impulsividade, mas também a capacidade de impulso na direção de nossas metas; a ansiedade, mas também o anseio por algo ou alguém, que temos tudo para conquistar. Teremos seis meses de mais coragem, determinação, capacidade de agir, destemor.

Como tudo, essa energia pode ser muito boa ou muito ruim, depende do modo como a encaramos e a utilizamos em nosso dia a dia. É tempo de escolha e de aprendizado com as lições aprendidas. Guerra, combate, assertividade, objetividade, enfrentamento, luta, combate, todas essas palavras definem Marte, mas elas podem ter muitos significados.

Em um tempo de pandemia como o que temos enfrentado, com o mundo todo combatendo um mesmo inimigo – um vírus, tenso que todos superar obstáculos, dificuldades, medos, limites, e aceitar nossa impotência diante dessa situação, muitos planos, sonhos, desejos foram adiados ou cancelados. Ficarmos revoltados, frustrados, agressivos diante disso é a cara do lado negativo de Marte e de Áries.

Parece incrível, mas em nossa cultura, a agressividade nunca nos é ensinada como algo bom e positivo. A agressividade é fundamental para nossa sobrevivência, pois, quando bem direcionada, conseguimos nos afirmar neste mundo. O único significado que ela tem é de algo ruim e destrutivo. A energia da raiva e da agressividade, nos empurra para frente, impulsiona nossa vontade e determinação, nos realiza como indivíduos. É claro que, quando mal direcionada, essa energia pode ser destrutiva, nos deixar cegos de rancor e raiva, dominando nossa mente e coração.

A agressividade é um componente inato na constituição biológica do ser humano e é uma parte que quando negada pode nos trazer algumas complicações. Mas quando bem direcionada, pode trazer crescimento e realização.

Durante todo segundo semestre, teremos a oportunidade de destruir tudo o que nos enfraquece, nos perturba, nos empobrece e nos deixa impotentes. Podemos enfrentar nossa raiva e rancor e entrar em contato com sentimentos mais profundos e pouco agradáveis como a rejeição, o abandono, a castração, a humilhação e consequentemente, vamos poder enfrentar todo ódio, culpa e condenação dos nossos instintos. É hora de desabrocharmos; Marte nos dará essa oportunidade.

Precisamos aprender a dirigir com sabedoria nossa agressividade, que não é uma tarefa fácil, mas necessária, se quisermos caminhar na direção de um novo mundo, a partir de nosso próprio crescimento.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Redes Sociais