BlogUncategorizedEscorpião, um signo pouco compreendido

Em uma sociedade narcísica, onde a imagem e a superficialidade são cultuadas, um signo como Escorpião, sempre é pouco compreendido, até pelos próprios escorpianos.

Plutão foi descoberto em 18 de fevereiro de 1930 e até hoje seu poder não é compreendido e, naturalmente temido. É, sem dúvida, o mais poderoso do zodíaco, tão ferozmente poderoso, que o Homem, munido de seus medos inconscientes, lhe designou um planeta anão, ou seja, com poder limitado. Em tese, a humanidade demora em torno de 200 anos para receber integralmente a energia de um planeta, portanto, ainda precisamos de tempo para compreendermos a profundidade de Plutão e de Escorpião.

Plutão, seu regente, Hades na mitologia, é o deus dos infernos e, por simbologia, inferno significa o lugar sombrio que reside em nós, em todos nós. Nosso inferno pessoal é visitado quando Hades abre suas portas, quando Escorpião é exaltado no zodíaco.

Este ano de 2020, o Sol começou a caminhar através de Escorpião no dia 22 de outubro, por volta das 20 horas e termina seu ciclo, por volta das 18 horas do dia 21 de novembro. Enquanto o Sol, com sua luz, adentra os redutos escorpianos, o que há de mais obscuro em nós, é iluminado. Esse processo pode ser doloroso, mas também libertador, tudo vai depender da frequência que você visita esses porões obscuros em você.

Escorpião é um signo de mistérios, possui uma paisagem que nos transmite profundidade e até ameaça, pois visitar os infernos interiores demanda coragem e determinação. Escorpião é o único ser vivo que, quando ameaçado, mata-se a si mesmo, em um ato autodestrutivo.

O poeta Milton, que tinha ascendente em Escorpião, descreveu o orgulho escorpiano, uma forte característica das pessoas desse signo, em uma única frase: “É melhor reinar no Inferno do que servir no céu.”

Se pensarmos no escorpião, quando em seu habitat, eles são super resistentes; sobrevivem ao fogo e calor do deserto e até a testes nucleares. Portanto, as pessoas desse signo trazem em si, em sua alma e corpo, uma certa indestrutividade, que acaba por superar toda dor e dificuldade que enfrentam em si, por serem visitantes assíduos de seu mundo infernal e dos infernos da humanidade.

Escorpião é intenso e não poderia ser diferente, já que conhece as profundezas humanas, da Luz às trevas. Amam, apaixonam-se e odeiam com imensa intensidade. Sua paisagem é escura, densa.

Existem três tipos de Escorpião: o primeiro é a cobra, aqueles que sub-repticiamente, sem o outro se dar conta, pica, envenenando e matando. O segundo, é o próprio escorpião, que pica, mas quando acuado, mata-se a si mesmo; esse, certamente, é o escorpião que encontramos com mais facilidade. O terceiro e mais raro, é a águia, ou a fênix, o escorpião que voa nas alturas, se aproxima do céu e se submete à transformação derradeira, inevitável e alcança escalas mais elevadas no processo evolutivo da humanidade.

Escorpião possui a violência dentro de si e ela pode tanto destruir a si mesmo quanto às pessoas que convive. Ele conhece a vida, a morte e o renascimento e por isso a tendência à destrutividade; ela precisa ser conhecida e reconhecida.

Escorpião precisa de relacionamentos intensos, de uma vida sexual plena, de encontros entre corpos e almas. Escorpião não gosta do sexo narcísico, não transa pelos orgasmos, mas pelo encontro de duas profundezas. Escorpianos e escorpianas, apesar da fama, podem ficar anos sem sexo, até encontrar o(a) parceiro(a) perfeita(o).

Escorpião é signo de relacionamentos profundos, quando se apaixonam, se entregam sem medos, pois sabem que o amor, é um dos principais palcos de sua evolução. É um signo de água, emocional e sensível, fechado, reservado, introspectivo e antissocial; sua profundidade não permite superficialidades.

Escorpião pode perturbar naturezas mais frias, aéreas. Como o signo de Câncer, possui uma carapaça dura para proteger sua vulnerabilidade emocional, o excesso de sensibilidade.

Escorpião tem uma percepção aguda da vida, é realista.

Escorpião é, antes de tudo, um signo de profundezas, instintivo e viaja, com facilidade aos redutos inexplorados de sua alma e da alma humana.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Redes Sociais